12 de agosto de 2009 | By: Rita Seda Pinto

Borboleta Azul

Trouxeste hoje a família inteira!
Bailaste à minha frente, delicadamente,
Parece, com tua dança, querer dizer-me:
Aqui estou para lembrar-te
Quem de mim tanto gosta
E tão distante está...

Mas eu estou aqui...
Talvez só hoje, ou amanhã!
Minha vida é tão breve!
Venho preencher teu coração
Do vazio que conheço
Em que está!

Veja só: a vida é feita de momentos
Felizes ou amargos...é escolher!
Vem comigo, baila, cante,
E encarne a felicidade
Junto a minha beleza
Que diante de ti está!

Vim visitá-la, nada mais...
Sou efêmera demais!
Voltarei ano que vem,
Com novas asas azuis,
E espero, minha querida
Mais feliz, te encontrar!

1 comentários:

Kátia Suzana disse...

LINDA POESIA. AMO AS BORBOLETAS E A COR AZUL. DAÍ, A POESIA FICOU MAIS LINDA E SIGNIFICANTE.
BJUS

Postar um comentário